Blog de Estudos

Veja como calcular a mediana de forma rápida e prática

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Quer saber como calcular a mediana? Assim, como as outras medidas centrais, essa também é muito simples de fazer. 

Neste artigo, iremos explicar e dar exemplos a você de como realizar tal operação em um conjunto de dados. 

Mas antes, vamos recordar um pouco sobre o que é a mediana?

O que é a mediana?

A mediana é o valor que ocupa a posição central do conjunto de dados. Também podemos chamá-los de informações numéricas, desde que eles estejam ordenados, o que significa dizer, organizados em ordem crescente ou decrescente.

Aproveite para ler: Saiba o que são medidas de tendência central e veja as que são mais utilizadas.

Dessa maneira, a mediana será o valor que estará na posição central desta lista. Muito fácil não é mesmo?

E para encontrar corretamente a mediana de um conjunto de dados, a próxima etapa a se fazer é saber se o número de elementos de um conjunto de dados é par ou ímpar. 

Então, chegou a hora para aprender como calcular a mediana. Vamos lá?

Como calcular a mediana? 

Vamos te ensinar a fazer o cálculo partindo de um exemplo. Acompanhe!

Em uma escola, a aluna Gabriela, do sétimo ano, pesquisou em cada sala quantos de seus colegas pretendem ou desejam se tornar professores. 

As respostas foram as seguintes:

  • 6° Ano: 3 alunos;
  • 7° Ano: 4 alunos;
  • 8° Ano: 4 alunos;
  • 9° Ano: 5 alunos;
  • 1° Ano EM: 5 alunos.

Primeiro, para descobrirmos a mediana desse conjunto de dados, será preciso organizá-los em ordem crescente ou decrescente. Lembra?

Neste caso, os números estão organizados em ordem crescente e os elementos que correspondem ao número de alunos de cada turma, encontram-se em número ímpar, com 5 elementos = 3, 4, 4, 5, 5.

Note que o número 4 é o elemento que ocupa a posição central desse conjunto de dados.

Sendo assim, o 4 é a mediana dessa lista de alunos: 3, 4, 4 , 5, 5.

Md = 4

Agora, vamos incluir mais uma turma da escola na pesquisa feita pela Gabriela:

  • 6° Ano: 3 alunos;
  • 7° Ano: 4 alunos;
  • 8° Ano: 4 alunos;
  • 9° Ano: 5 alunos;
  • 1° Ano EM: 5 alunos;
  • 2° Ano EM: 3 alunos.

Observe, que a nossa lista, agora, está com um número par de elementos = 3, 4, 4, 5, 5, 5.

Então, para acharmos a mediana desse conjunto de dados, depois de ordená-los, temos que encontrar os dois números centrais. Veja: 3, 3, 4, 4, 5, 5.

A mediana desse conjunto de dados continua localizada no “centro” da lista, só que agora são dois elementos centrais: 3, 3, 4, 4, 5, 5

Note: Existem exatamente dois números antes dos números centrais 4,4, que são 3 e 3 e dois números depois dos centrais, o 5 e 5.

Neste caso, com o número par de elementos, a mediana será a média aritmética dos elementos centrais.

Portanto, devemos somar os elementos e em sequência dividir por 2.

Md = 4+4 / 2 

Md = 4 

E para finalizar, vamos praticar com mais dois exemplos, observando os valores:

2, 2, 3, 7, 8, 9, 9

Md = 7

1, 4, 4, 5, 6, 7, 7, 7

Md = (5 + 6) /2

Md = 5,5

Viu só como calcular a mediana é muito simples? Esperamos que você tenha gostado da nossa explicação e aprendido direitinho! Continue acompanhando nosso blog para ficar fera nas medidas de tendência central. Preparamos um artigo que vai te ensinar como calcular a média ponderada de um jeito bem fácil! Boa leitura e até mais!

Compartilhe esse post
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Sobre o professor(a)